Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Conversas com café

Conversas com café

Arejar

'- Aquela está cheia de calor.

 

- Porquê?

 

- Já viste, está toda a gente com casacos e cachecois e ela aparece de vestido.

 

- É para arejar.

 

- Ai areja, areja.'

Conversa traçada

'- Quero um traço.

 

- Hoje não há traços para ninguém.

 

- Mas eu quero.

 

- Não fazemos traços a qualquer pessoas, só se te portares bem, nesse caso faço-te dois traços.

 

- Dois traços é feio.'

No reino do senhor

'- Que igreja você frequenta?

 

- Você é envangélica?

 

- Sim, mas já andei na igreja baptista.

 

- Eu ando no Laranjeiro. Se a senhora quiser ir hoje a gente leva.

 

- Obrigada. Eu deixei de ir porque acaba muito tarde e depois não tenho transporte.

 

- Eu te pego aqui e te levo para a igreja que fica perto daqui. Sete em pontinho te pego aqui com o meu carro cinzento. A senhora é angolana?

 

- Sim.

 

- Eu sou brasileira, lá tem todo o mundo; moçambicanos, angolanos, cabo-verdianos...'

Conversa em saldo

'- Este ano os saldos estão uma porcaria, não há nada de jeito.

 

- Não viste nada de que gostasses?

 

- Não é isso. Antigamente os saldos valiam a pena, agora não encontras nada abaixo de 10 euros. Menos de 10 euros para mim não são saldos.

 

- É verdade fui ao campera e não encontrei nada abaixo de 50 euros.

 

- Então eles estão sempre a ganhar. Tens uma peça a 129 euros, por esta altura colocam uma etiqueta com o suposto preço antigo, 149 euros, e pensam que isso é que são saldos.'